segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Como vencer o bloqueio de escrever? (Para consultores e estudantes de pós-graduação)

Um dos maiores dramas de quem trabalha com criação intelectual, especialmente estudantes de pós-graduação e consultores, é o bloqueio na hora de escrever. Quando fiz doutorado nos Estados Unidos, vi que o fenômeno é tão comum que há até mesmo um termo específico para isto: writer´s block. Quando se está bloqueado, o cara arranja toda desculpa para protelar a tarefa de escrever. Busca a Internet, verifica o E-mail, o Facebook. Prepara um lanche. Liga a TV. Resolve fazer aquela faxina na casa, ou arrumar os brinquedos das crianças. 
O escritor bloqueado sofre. Até hoje, apesar de minha longa experiência escrevendo e criando, não entendo se o writer´s block é uma etapa necessária da criação ou se pode ser realmente resolvido por uma série de estratégias. Mas percebo que as seguintes causas favorecem o bloqueio: 
  1. Quando não se está preparado para consolidar o assunto num texto, e não se tem as informações necessárias. Neste caso, o melhor a fazer é ler, pesquisar, ir atrás da informação. Às vezes é preciso se organizar para isso. Aí ajuda escrever uma estrutura de tópicos para o trabalho a ser escrito, mas frequentemente se sabe tão pouco que pode ser importante ler alguma coisa antes de fazer isso, como por exemplo, um texto bem geral sobre o assunto, que faça você pensar e perceber como o seu texto pode ser estruturado. 
  2. Quando você precisa pensar em voz alta para organizar suas ideias. Se você for como eu, precisa falar para pensar. Neste caso, é legal chamar um amigo, um colega, para conversar sobre suas ideias. É melhor chamar uma pessoa do mesmo nível que você do que seu orientador, ou seu chefe, o que pode intimidá-lo. Mas, na falta desse colega, pode ser seu superior mesmo, ou até mesmo um amigo imaginário, um caderno de anotações, um texto despretensioso no computador. Vale até iniciar um debate numa rede social e ver o que acontece, que ideias te dão. Estamos na era da colaboração virtual, então, aproveite! Você também pode tentar falar com um consultor da Nave Terra - Coworking.
  3. Quando tem outro assunto que você está evitando bloqueando a sua mente. Muitas vezes as pessoas precisam usar todo o seu intelecto e sua emoção para produzir um texto criativo direcionado a um tema específico e algum outro assunto fica assombrando e assustando o escritor. Para escrever, preciso olhar para dentro de mim mesmo, mas pode haver assuntos que estou protelando, que não quero ver ou lidar agora. Se este é o seu caso, você não precisa resolver totalmente esses assuntos, mas tem que reconhecê-los. Faça uma lista e dê um encaminhamento simples. Se está em dúvida sobre seu emprego, escreva de forma resumida o que sente e um encaminhamento quanto a isso, como pedir um conselho de um amigo, por exemplo. O mesmo vale para dúvidas sobre relacionamento ou qualquer outro assunto. Sua criação precisa de todo o seu ser, e o canal deve estar limpo. Se você não reconhece que está evitando um assunto, fica com o canal de expressão entupido, bloqueado. 
  4. Quando escrever dá medo de ser reprovado. Pode ser que você tenha medo de escrever e de ser julgado. Teve más experiências no passado, em que foi julgado e se deu mal. Ou é simplesmente tímido ou inseguro. Procure separar o ato do resultado. Escreva para você mesmo, para ordenar seu próprio pensamento. Só depois de pronto julgue se está bom para os outros. Uma boa dica é passar por um colega o texto. Alguém que possa fazer uma análise sem que isso tenha um significado de aprovação ou desaprovação para você. Receba de forma aberta os conselhos e use-os no texto. Use esta etapa de colaboração para baixar seu medo, afinal, se estiver ruim, alguém vai ajudar a melhorar. Você também pode tentar mostrar o texto a um consultor da Nave Terra - Coworking antes de compartilhar e usar sua revisão para assegurar a qualidade de seu texto.
  5. Quando escrever cria ansiedade. Pode ser que você fique tão excitado com uma ideia que não consiga continuar a escrever. Precisa sair, pular, falar com alguém! Faça isso! Deixe a adrenalina baixar e a capacidade de concentração volta. Outra coisa que ajuda é a tal estrutura de tópicos (um "outline"). Assim você quebra o assunto em pedaços pequenos e vai trabalhando um por um. Como dizem: sabe como se come um elefante? pedaço por pedaço...
  6. Quando você se sente sozinho. Escrever pode ser uma atividade solitária. Quando me sinto sozinho, vou para um café, para o clube ou outro lugar público em que posso ficar em paz escrevendo mas, ao mesmo tempo, veja o movimento e, às vezes, encontre um amigo. Também é bom cuidar da vida social e ter encontros reais e significativos com seus amigos periodicamente. 
  7. Dificuldade de começar. Tem gente que tem ansiedade em ver a folha em branco, sem nada escrito e isso cria um bloqueio. Tenho duas formas que uso para lidar com isso. A primeira, e mais usada, é criar a capa, bem bonita, formatada, com o título. Isso baixa minha ansiedade e adianta o prêmio de escrever. A segunda é aproveitar o embalo quando estou produtivo e acabei um texto e continuar para o próximo. Minha orientadora dizia que uma boa ideia era nunca parar no final de um capítulo. Sabe aquela história de "ufa, acabei!" depois de escrever um capítulo? Não faça isso se quiser diminuir a chance de ficar bloqueado na hora de escrever o próximo! Comece logo o próximo enquanto ainda está embalado. 
Apesar de todo esse aprendizado que tive em 25 anos como escritor de trabalhos acadêmicos, programas de rádio, artigos, trabalhos científicos, dissertação de mestrado, tese de doutorado, relatórios de consultoria e publicações, muitas vezes o bloqueio de escrever me pega. Às vezes é parte do processo, doloroso, de criação. A impressão de que não estou trabalhando é falsa. O cérebro está à toda. Mas ainda não sei se dá para isso acontecer sem culpa e estou procurando uma fórmula de ir "sofrer" para criar o texto numa praia paradisíaca... Pois é, não é fácil!

E você, como faz para vencer o bloqueio de escrever? 
(originalmente publicado em http://coworking.naveterra.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minhas redes sociais